"Ajudando as mulheres a liderar, vencer, governar." ✫Desde 2009✫

Comentários ‘mais você’

Foi ao ar, há pouco, uma participação no mínimo inédita da representante máxima do nosso país em um programa de variedades femininas, da Ana Maria Braga.

Dilma Rousseff participa do Programa Mais Você

O programa, que costuma ser leve, para uma audiência predominantemente feminina, não saiu do tom, muito embora a apresentadora tenha tido oportunidade de questionar à presidenta sobre temas mais espinhosos, tais como o corte de custeio do governo.

A presidenta, que é filmada desde sua chegada, passando pela bonita estrutura externa do Projac, chegou bem humorada, com produção bem adaptada a hora e ao estilo do programa.

Mostrou muita segurança e desenvoltura diante da câmera e, apesar do programa ter sido gravado, o que permite a edição de eventuais tropeços, via-se uma Dilma bem à vontade no papel de entrevistada.

O programa trouxe imagens da infância de Dilma, da família e de algumas pessoas amigas, inclusive o ex-marido.

Dilma contou que seu pai foi uma pessoa forte, com valores que muito influenciaram a sua formação, especialmente no sentiido de procurar uma sociedade mais justa, em que as pessoas, pobres ou ricas tivessem direitos iguais.

Livro da Coleção das Moças

Ainda a respeito do pai, contou que ele dava grande valor aos estudos e inclusive orientava suas leituras. Dilma, como toda menina da época, gostava de ler livros da “Coleção das Moças”, histórias românticas com finais felizes. O pai propunha-lhe então uma troca: a cada livro lido da Coleção, ela leria um de Dostoiewsky. Aos poucos foi gostando do autor e sua paixão por livros e livrarias dura até hoje: “Se você quiser me ver feliz, me deixe dentro de uma livraria. Até o cheiro de livro novo me encanta”

Também falaram de Paula, a filha e de Gabriel, o neto. A presidente revelou que tem muita vontade de ficar com o neto e que está adorando o fato de não ter a responsabilidade da educação da criança, podendo então dar-se o direito de fazer –lhe suas vontades. Nada mais comum em avós.

Os quatro blocos de programas foram cortados naturalmente por intervalos comerciais. Coincidência ou não, logo após terem conversado sobre a batalha ganha contra o câncer, que  ambas venceram , seguiu-se um anúncio institucional do Remédio Grátis para pressão e diabetes, estrelado por ninguém menos do que Hebe Camargo, icone do mundo televisivo que acaba de passar por uma luta semelhante.  Como se diz, se non è vero, è ben trovato!

Muitas tomadas nas ruas, com homens e mulheres de diferentes classes sociais. Claro que os depoimentos levados ao ar foram elogiosos ou encorajadores, mas nenhum exagero se cometeu na escolha e o resultado ficou muito natural.

Natural também estava Marina Silva, que perguntou à presidenta sobre a falta de igualdade para as mulheres no mercado de trabalho. Dilma defendeu a necessidade de ênfase nessa questão e faloru sobre a criação de um ministério da Micro e Pequena Empresa, já que deverá desenvolver programa de micro-financiamento, apoio e suporte às mulheres emprendedoras.

Dilma Rousseff prepara omelete com Ana Maria Braga

Seguindo a tradição e o formato do programa, Ana Maria convidou a presidenta à preparar um omelete na cozinha do cenário.

Dilma saiu-se bem, apesar de ter sido o momento em que discutia e explicava a parte mais difícil do seu governo, que são os cortes orçamentários e as questões ligadas aos programas de saúde. Houve um pequeno atropleo, quando a apresentadora insistia com a pergunta e um certo exaspero da presidenta em responder o que queria, mas também isso foi contornado. Chegou mesmo a fazer graça de  que parceia um “certo ex-presidente, de um país que não vou dizer o nome, que não conseguia caminhar e chupar chicletes, ao mesmo tempo.”

O programa encerra com um pedaço da fala de Dilma ao Congresso, no dia da posse em que cita trecho de Grande Sertão, de Graciliano Ramos “O que a vida quer da gente é coragem”.

Muito bem, presidenta!

Assista a um trecho do programa clicando aqui

Com informações do Globo.com
Dilma Rousseff e Ana Maria Braga

Em homenagem ao mês das mulher, Ana Maria Braga recebe a presidente Dilma Rousseff no estúdio do Mais Você nesta terça-feira. Dilma chegou de helicóptero à Central Globo de Produção, pela manhã, e foi direto para a casa do Mais Você. Durante o trajeto, Ana Maria acompanhou os passos da presidente.

Dilma falou sobre o trabalho nos primeiros meses de seu governo, a relação com a família, o convívio com o ex-presidente Lula e a paixão por obras de arte. E agradeceu a solidariedade de Ana Maria quando recebeu o diagnóstico de câncer, doença que a apresentadora também teve – e vencida pelas duas. Ana comentou o fato de verem a presidente como uma pessoa dura. “É interessante como esperam de nós, mulheres, uma certa fragilidade. Isso decorre do fato de que a mulher, quando assume um alto cargo, é vista fora do seu papel. Acho que, a partir de agora, isso vai começar a ser encarado como uma coisa normal e natural. As pessoas vão se acostumar com cada vez mais mulheres conquistando espaço”, disse a presidente.

Ana Maria Braga e Dilma Rousseff

Dilma Rousseff também conversou com a ex-candidata à presidência Marina Silva, por vídeo, e ambas falaram sobre políticas de inclusãopara mulheres. A propósito, Dilma esclareceu que prefere ser chamada de “presidenta”, para ressaltar o fato de pela primeira vez uma mulher ocupar a presidência do Brasil. “É para enfatizar que a agora existe uma mulher no mais alto cargo do país, que nós podemos sim chegar longe”, explicou Dilma.

Ana Maria aproveitou o papo para convidá-la a mostrar os segredos de seu omelete favorito, na cozinha do programa. As duas garantiram que fica uma delícia. “E não engorda”, disse Dilma, que contou ter emagrecido 6 Kg desde que assumiu.

Ig
dezembro 2014
D S T Q Q S S
« nov    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Curta!
Mulheresnopoder