"Ajudando as mulheres a liderar, vencer, governar." ✫Desde 2009✫

Comentários ‘facebook’

Espírito do tempo e forma como a sociedade vê o mundo, em uma determinada época: “Zeitgeist”. Este formidável termo da filosofia e hermenêutica alemã, uma vez misturado com “digital” e “colaboratividade”, serve bem de instrumento para entender melhor o que se passa na mente do homem hiperconectado de hoje.

O mundo mudou sim! Superados os saudosismos da épocas passadas e uma vez remixadas todas as culturas e visões de mundo anteriores, tem se falado muito na potencialização da cultura com o uso da chamadas máquinas digitais coletivas: cibercultura das inteligências pontencializadas pelas mídias sociais.

A famosa frase, “O Meio é a Mensagem”, de McLuhan já foi extrapolada para “O meio-mensagem é a rede! “ Estamos na era onde pessoas digitais e “máquinas sociais” como Facebook, blogs e Twitter ampliam nossa capacidade de gerenciar informação, e principalmente, de estarmos conectados a milhares, de pessoas/coisas, interagindo com esse todo em tempo real. E tempo de ubiquidade, de telepresença e sobretudo  de expansão de nossa inteligência.

A Cibercultura pressupõe um momento único na história da humanidade, que só é possível graças ao advento das chamadas mídias sociais. Cada pessoa e sociedade é também elemento de mídia e agora pauta ou replica os acontecimentos, fazendo do dia-a-dia da assessorias de imprensa um verdadeiro inferno.

Se no passado o homem meramente consumia, agora ele replica e versiona o que lê, vê e sente, recria marcas, causas ou analisa uma figuras públicas. Não somos apenas “papa-notícias”, mas sim recriamos o que consumimos. Época de “Tropicalia digital” e “autofagia coletiva” – somos uma Tribo de nômades e bits.

Pessoas como Luciano Hulk, apresentador pop, quando usa seu Twitter e credibilidade para ajudar vítimas das enchentes no Rio, mobilizando pessoas em causas urgentes ou mesmo aquele tiozinho que compartilhou um video no YouTube sobre uma marca de refrigerador que simplesmente “não-resolveu-o-problema-dele.com”, são agentes sencientes dessa mudança, ou seja, perceberam que são mídia, conscientizaram-se de seu poder de influênciar pessoas e o estão exercendo plenamente.

A capacidade de compartilhar e de se tornar um membro influenciador/líder de um grupo de pessoas se torna, cada vez mais, um objeto de desejo – sim, influenciar algumas pessoas é poder, influenciar grandes grupos com mídias sociais é poder, só que adicionado à nitroglicerina. Contestar e ter credibilidade em seu grupo de “amigos” virtuais é reputação.

Conectados que estamos, vamos então trocar culturas, informação e qualificar nossas fontes (feeds and friends) para ganhar tempo, potencializar nosso entendimento do mundo e do que se passa de importante no planeta e não só na cidadezinha onde moramos. Ver o mundo como uma magnífica “cyberaldeia”, onde o problema ou solução de uma sociedade impacta o resto do mundo como nunca antes. “Homus Conectus” – aquele que influencia em rede de forma consciente e relevante, que usa e reprograma sua realidade o contextos em benefício de si mesmo e do coletivo.

Me Add ai vai!
@RonaldoClay

Ronaldo Clay

Ronaldo Clay é MBA Executivo pela COPPEAD/UFRJ. Graduado em Letras. Curso de Propaganda e Marketing pela ESPM. Mais de 14 anos trabalhando com projetos de internet. Experiência de 11 anos com assessoria política. É um dos fundadores da Atelier Comunicação e Internet, empresa que originou a AgênciaClick no DF. Atuou como Diretor Executivo e de Novos Negócios da AgênciaClick – em Brasília. Membro da Associação dos Profissionais de Propaganda – Brasília. É especialista em negócios e presta consultoria em projetos para Governo e indústrias diversas. Ministra palestras e módulos em MBA, com foco em Comunicação digital e cibercultura. Empreendedor.


Confira o Blog de Ronaldo Clay: TAGCLAY
Com informações do Portal Terra

A partir dessa semana, o Facebook passa a ter mais duas opções de status de relacionamento para os seus usuários, “união civil” – pessoas casadas apenas no civil – e “parceria doméstica”, ou ainda “união doméstica” – pessoas que não são casadas, apenas vivem junto – além das que já existem. As novas alternativas estão sendo lançadas apenas nos EUA, Canadá, França e Reino Unido por enquanto. “Essa tem sido uma das características mais requisitadas pelos nossos usuários”, disse Andrew Noyes, gerente do Facebook segundo o The Huffington Post. “Queremos oferecer no Facebook opções que reflitam verdadeiramente e de uma forma autêntica o relacionamento das pessoas”, afirmou ele.

Anteriormente, existiam as opções solteiro, em um relacionamento sério, casado, em um noivado, em um relacionamento enrolado, amizade-colorida, viúvo, separado e divorciado. As mudanças foram feitas após consultas com a Rede de Apoio do Facebook, que inclui diversas organizações LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais).

“Os LGBT já enfrentam um emaranhado de leis para definir os seus relacionamentos, sendo assim, essas novas opções dão ao usuário alternativas de descrever adequadamente suas relações”, disse Michael Cole-Schwartz, porta-voz da Human Rights Campaign, de acordo com o The Huffington Post. “O Facebook é uma empresa que tenta abranger a comunidade LGBT e isto é apenas um sinal”, afirmou ele.

Com informações do Terra Saúde

Pesquisadores da Universidade de Haifa, em Israel, apresentaram o resultado de um estudo em que afirmam que quanto mais tempo garotas passam no Facebook, maior sua tendência a sofrer de distúrbios alimentares.

Os cientistas entrevistaram 248 garotas com idade entre 12 e 19 anos com perguntas sobre suas atividades na internet e na TV, perguntando também sua opinião com relação ao corpo, à forma de se alimentar e sua visão sobre si mesmas.

O site do TG Daily conta que um dos resultados foi bastante óbvio, ligando diretamente distúrbios alimentares ao tempo que as meninas passam em sites de moda. Porém, o que surpreendeu os pesquisadores foi a relação com o Facebook.

Os pesquisadores concluíram que quanto mais tempo as meninas passam no site de relacionamentos, maior sua sensação de desprezo pelo próprio corpo e visão negativa com relação à sua imagem. Na TV, programas de fofoca foram ligados aos problemas alimentares.

Por outro lado, meninas cujos pais estão envolvidos e cientes das suas atividades na rede, têm menor tendência aos distúrbios. De acordo com os cientistas, a pesquisa mostra que os pais ainda possuem muita influência na prevenção de comportamentos perigosos

Brincadeira entre mulheres nas redes sociais chama a atenção para o  mês de combate ao câncer de mama.

Facebook cancer de mamaQuem utiliza e-mail, ou outro tipo de comunicação eletrônica, já deve ter se deparado com uma corrente. A famosa mensagem, mandiga ou simpatia que sempre termina com “envie para 10 pessoas na sua lista“, ganha agora uma função mais social. Popular desde a época do correio escrito, a corrente é uma forma eficaz de divulgar uma idéia para um grande numero de pessoas. Pensando nisso, para promover que Outubro é o mês de combate ao câncer de mama, foi criada uma brincadeira nas redes sociais. A carta segue abaixo. Participe!

Uma amiga minha veio com a idéia de que as mulheres devem fazer algo especial no Facebook para aumentar a conscientização e a visibilidade do mês de Outubro como o mês para combater o câncer de mama.

É uma coisa fácil de fazer e peço a voces para participar todas juntas, para tornar este evento memorável.

No ano passado, a idéia era escrever a cor de seu sutiã, no Facebook. Esta iniciativa mulheres deixaram os homens curiosos por dias, enquanto cada mulher escreveu cores aparentemente aleatórios.

O jogo deste ano refere-se a sua bolsa. Tem que escrever o seu lugar onde vc deixa sua bolsa, ao chegar em casa, então “eu gosto …” e depois o lugar. Por exemplo, “eu gosto no sofá” ou “Eu gosto da cadeira da cozinha” ou “eu gosto na mesa de jantar.”

Vocês entenderam?
Bem, escrever a resposta na pagina principal do face (e não em resposta a esta mensagem) e enviar esta mensagem para as mulheres divertidas do seu face book. O jogo de cores de sutiãs saiu ate nos jornais da Europa, ja que essa brincadeira começou la! Procuramos fazer o mesmo com esta nova iniciativa aqui no Brasil e demonstrar como as mulheres são poderosas!

LEMBRE-SE – escrever a resposta na pagina principal do seu face e não responda a esta mensagem. Copie isso e envie para quanto mais mulheres possiveis..

Beijos a todas!!”

Ig
dezembro 2014
D S T Q Q S S
« nov    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
Curta!
Mulheresnopoder