"Ajudando as mulheres a liderar, vencer, governar." ✫Desde 2009✫

Arquivos para a ‘Moda e Beleza’ Categoria

Foto Divulgação

Camila Mingori, que mora em São Paulo, vai participar de prova de 150 km após desfilar em evento da Copa no Rio

A modelo brasileira Camila Mingori, que vive em São Paulo, participou com um time de tops do desfile da Cia. Marítima no Budweiser Hotel by Pestana, em Copacabana, no Rio de Janeiro, na última sexta-feira (11). Mas a agenda da modelo não tem espaço só para desfiles. Camila viaja para a França nesta terça-feira (15) para participar do Tour de France, competição anual de ciclismo realizada na França.

No dia 22, Camila vai percorrer uma prova de 150 km, que pretende realizar em cinco horas. Para tanto, a modelo treina todos os dias e faz Functional Figth, além de pedalar 60 km quatro vezes por semana. Camila tem 1,80 m de altura e apenas 14% de gordura no corpo.

Camila no desfile da Cia. Marítima no Rio, na última semana

Na mesma competição em 2013, a modelo já fez um percurso de 128 km em oito horas.

Do Terra

A dupla de designers finlandesas, Katriina Haikala e Vilma Metteri, criou uma nova gama de roupas de banho para mulheres que passaram por mastectomia, após enfrentarem o câncer de mama. O projeto intitulado Monokini 2.0 – nome inspirado em Rudi Gernreich, que projetou um maiô em que ambos os seios ficavam expostos nos anos 1960 – tem o objetivo de remontar a visão do público em relação à beleza e aparência física da mulher. As informações são do Daily Mail.

A ideia foi inspirada em Elina Halttunen, uma mulher diagnosticada com câncer de mama que precisou passar pelo procedimento de mastectomia. Enquanto muitas mulheres optam por fazer cirurgia reconstrutiva após a retirada da mama, Elina escolheu aceitar o novo corpo. Quando precisou comprar um biquíni, porém, não encontrou um modelo adequado para a condição em que estava.

“Esforçamo-nos para criar o que é aceito e considerado bonito, projetando uma coleção moda praia para as mulheres que passaram por câncer de mama e mastectomia”, disse Katriina. “Elina nos contatou há dois anos. Como artistas, nós tivemos que lidar com as questões de gênero e sexualidade”, continuou. Os modelos combinam recortes, cores e aplicações diferentes.

Elina desenhou o traje laranja que usou para o ensaio fotográfico do projeto. “Eu não quero esconder, não quero parar de nadar, não quero passar por cirurgias plásticas, nem ser forçada a usar prótese na praia. Quero me sentir livre como sempre fui antes do câncer e o Monokini 2.0 me deu essa chance”, relatou.

Do Terra

Faça sua doação!

Criada em 2010 por três irmãs, uma delas com câncer, a Fundação Laço Rosa – instituição sem fins lucrativos sediada no Rio de Janeiro – vem transformando a vida de centenas de mulheres, por meio de um serviço providencial: o Banco de Perucas Online. O projeto de doação gratuita de perucas pela internet para pacientes em quimioterapia já atendeu 700 mulheres em todo o País, com idades entre 17 anos e 68 anos. Até o final de 2014, a meta é chegar a 1.000 pacientes. O Laço Rosa, que inspirou o nome, é o símbolo internacional da luta contra o câncer de mama no mundo.

“Temos, em média, 30 novos pedidos de perucas por mês. Atendemos qualquer mulher na faixa etária de 16 anos a 95 anos, com qualquer tipo de câncer, principalmente, o de mama. Os dois Estados que mais pedem perucas são Rio de Janeiro e São Paulo, seguidos de Minas Gerais”, diz Marcelle Medeiros, presidente da ONG.

A ideia é resgatar autoestima das mulheres, visto que a peruca pode custar entre R$ 250,00 a R$ 4000,00 e nem todas podem pagar. Os cabelos para doação precisam estar secos, medir a partir de 20 cm, estarem amarrados com elástico na hora do corte e devem separar a ponta da raiz. A ONG conta ainda com um visagista, profissional que indica que tipo de corte, cor e modelo mais adequado à paciente.

“O afeto recebido fortalece a pessoa na hora do tratamento. As pessoas, quando fazem doação de perucas, cabelos, materiais ou financeira, gostam de escrever um bilhetinho e dizer o porquê estão fazendo isso”, explica Marcelle.

“Tenho o câncer de mama e a peruca melhorou bastante minha autoestima. Comecei a me arrumar mais, me maquiar também, isso foi fundamental para eu ter mais vontade de sair de casa. As pessoas olham apenas para nossa condição física, mas ninguém pensa como é importante o nosso psicológico”, diz a fluminense de Itaboraí, Manuela Nygaard, 30 anos, criadora do blog Era Uma Vez Um Câncer e usuária do Banco de Perucas Online.

Como tudo começou

A inspiração para a criação da instituição começou ainda em 2007, quando a carioca Aline Lopes, com 33 anos e grávida do primeiro filho, descobria e iniciava a sua batalha contra um câncer de mama. Ela então desenhou o projeto da Fundação Laço Rosa com as irmãs Andrea Ferreira e Marcelle Medeiros, concretizado em outubro de 2010. Aline se foi um mês depois.

“O espírito alegre dela, a gente carrega e tenta manter vivo na instituição. É um dos principais legados que a gente quer deixar: a positividade o alto astral, apesar das circunstâncias e da dificuldade da doença”, finaliza Marcelle.

Do Terra

Lupita Nyongo – Foto: Getty Images

Atriz que ganhou o Oscar por 12 anos de Escravidão lidera a lista das 50 mais belas da revista People

Ela levou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por sua participação no filme 12 Anos de Escravidão. Também fechou um contrato recentemente com a marca Lancôme Paris. No entanto, o que Lupita Nyong’o nunca sonhou era atingir o topo da lista das 50 mulheres mais bonitas do mundo, segundo a revista People.

A lista completa das 50 mais bonitas pela revista People ainda não foi divulgada.

À publicação, Lupita disse que a novidade foi um “enorme elogio”. “Fico feliz por todas as garotas que vão me ver e se sentir um pouco mais vistas”, disse.

A atriz, nascida no México e criada no Quênia, disse que sempre associou beleza ao que via na TV. “Pele clara e cabelo longo, liso e reto”. “Inconscientemente, você começa a apreciar mais essas coisas do que você possui”, ressalta.

A mãe, Dorothy, sempre disse para a filha que ela era bonita. “Eu finalmente acreditei, em algum momento”, relembra.

Na adolescência, Lupita testou várias cores no cabelo – exceto loiro – e também chegou a raspar a cabeça. “Foi muito estranho e frio”, disse, rindo. “Foi assustador, mas gosto de ousar”, acrescentou. “Antes de pentear o cabelo ou colocar um vestido bonito, felicidade é o mais importante”, finalizou.

Do Terra

Participe!

Participe!

Gisele Bündchen em seu último desfile para a Colcci no SPFW Inverno 2011, em janeiro de 2011. A top volta a ser o rosto da marca nesta edição

A programação do São Paulo Fashion Week começa a voltar ao normal nesta temporada Inverno 2014, após período de ajustes por conta do novo calendário da moda nacional.

Os desfiles, que serão realizados no Parque Villa Lobos entre 28 de outubro e 1º de novembro, verão o retorno de Gisele Bündchen à passarela da Colcci e estreia da estilista Patrícia Motta.

Além do novo nome no lineup, o evento terá a volta de marcas importantes como Reinaldo Lourenço e seu filho Pedro Lourenço, Cavalera e Amapô.

Como o UOL noticiou em primeira mão em julho deste ano, a übermodel Gisele Bündchen retornará à passarela da Colcci, marca com a qual manteve parceria de sucesso por seis anos. Desde o Inverno 2011, quando a top se despediu da semana de moda paulistana, passaram pelo desfile da marca nomes como o ator Paul Walker e as “angels” Candice Swanepoel e Erin Heatherton.

A programação da terça-feira, 29 de outubro, teria sofrido complicações com a vinda do estilista alemão Karl Lagerfeld para inauguração da exposição da Chanel, “Little Black Jacket”, segundo informou a coluna de Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo. O dia terá como principal destaque a apresentação feminina de Alexandre Herchcovitch no Theatro Municipal, onde também se apresenta a Ellus.

Adiantando a temporada Verão 2015, a organização do SPFW já adiantou a presença de jovens estilistas, Gabriela Sakate e Der Metropol, já conhecidos do mercado por sua presença na Casa de Criadores, e a volta das marcas Do Estilistas, de Marcelo Sommer, e Alphorria. Juntam-se a eles Giuliana Romano e Lollita.

Veja abaixo a programação completa do Inverno 2014:

Dia 28 de outubro, segunda-feira

17h30 Animale
18h30 Uma Raquel Davidowicz
20h Tufi Duek
21h30 Osklen
Dia 29 de outubro, terça-feira
10h30 Alexandre Herchcovitch (fem)
16h Acquastudio
17h30 Fernanda Yamamoto
19h Vitorino Campos
20h Juliana Jabour

Dia 30 de outubro, quarta-feira

10h30 FH Fause Haten
11h30 Ellus
17h João Pimenta
19h Forum
21h Triton
22h Cavalera

Dia 31 de outubro, quinta-feira

10h30 Pedro Lourenço
14h Gloria Coelho
16h Ronaldo Fraga
17h30 Patricia Motta
19h Lino Villaventura
20h30 Colcci

Dia 1º de novembro, sexta-feira

11h30 Reinaldo Lourenço
17h Amapô
18h30 Têca por Hêlo Rocha
19h30 Alexandre Herchcovitch (masc.)
21h Samuel Cirnansck
Do Uol
CASACOR Brasília

CASACOR Brasília

22ª EDIÇÃO DA CASA COR BRASÍLIA. “UM OLHAR MUDA TUDO” REVERENCIA O TALENTO E A CRIATIVIDADE DOS ARQUITETOS E DECORADORES E O MORAR BEM EM SUAS MAIS DIVERSAS EXPRESSÕES E ESTILOS

De 25 de setembro a 5 de novembro de 2013

Tendo como inspiração “Um olhar muda tudo”, a CASA COR BRASÍLIA 2013 reverencia este ano, através dos seus 43 ambientes, o “morar bem” em suas mais diversas expressões e estilos. A 22ª edição da mais completa mostra de arquitetura, decoração e paisagismo da capital do país acontece de 25 de setembro a 5 de novembro, desvendando a relação viva e apaixonada com a casa ao mostrar que ela está ao alcance de todas as pessoas, independentemente de idade, classe social ou perfil familiar, e apresentando ao público propostas para diversos ambientes residenciais e de paisagismo, além de projetos comerciais, criados a partir da visão e talento de renomados profissionais da arquitetura e do design. O local escolhido este ano pelas franqueadas da mostra na cidade Eliane Martins, Moema Leão e Sheila Podestá, é uma construção localizada em terreno no Setor de Indústrias Gráficas (SIG).

“Seguindo a tradição de sempre inovar, a cada edição a CASA COR se consolida como o evento em que as tendências se materializam em ambientes reais e, principalmente, funcionais. A CASA COR BRASÍLIA 2013 apresenta as diversas formas de morar. Morar em casa, em um apartamento, em um loft ou em um studio. Para cada ambiente, um desejo, um estilo”, observam as empresárias responsáveis pela mostra. “Na CASA COR buscamos traduzir totalmente o tema em cada um dos ambientes, propiciando uma experiência de morar bem, morar com conforto, estilo e arte, além da possibilidade de reproduzir os projetos em seus lares”, afirma Angelo Derenze, presidente do Grupo CASA COR.

Nomes conceituados da arquitetura e do design de interiores participam desta 22ª edição, que consolida ainda mais a sofisticação, inovação e criatividade dos profissionais da capital do país. Yeda Garcia com Café/SEBRAE, Walléria Teixeira (4º Hotel), Denise e Juliana Zuba do Studio Zuba com Casa Sob Medida, Ney Lima (Cubo Cinza), André Alf (Iron Box), a dupla Hélio Albuquerque e Sônia Peres (Apartamento), Barbara Paiva com Suíte do Casal, George e Júlia Zardo (Loft do Colecionador), Rachel Fechina (Restaurante), Sérgio Borges e Gerley Siqueira (Espaço Marelli e Espaço Jornal de Brasília), Thaciana Silveira (Studio da Blogueira), Patrícia Tavares (Refúgio do Jornalista), Juliana Figueiredo e Marco Aurélio de Oliveira (Lavabo Unissex/Espera), Juliana Santana (Lounge Via), Marcelo Rosso e Nazaré Leão (Home Office do Empresário), Miguel Gustavo (Studio Casa Brasília), Ângela Brito (Lounge BRB e Lounge de Leitura), Silvana Andrade (Studio do Atleta), Silvana Monte Rosa (Banhos Públicos Masculino/Feminino) e Thatianna Nunes e Ricardo Roberto (Espaço do Chef). O arquiteto Sérgio Parada imprime o seu talento no Espaço Premium, ambiente conceitual do Shopping CasaPark.

Arina Araújo e Viviane Domânico formam a dupla a frente do Living. Vilmara Januzzi e Renata de Oliveira assinam o Quarto da It Girl; Larissa Dias, o Quarto do Bebê; Leonardo Coutinho, Malu Guido e Marcelo Guido, o Banho Casal; Nil de Souza, a Praça 1; Renata Dutra, o Home Theater; Tanara Machado e Andrea Nomura, o Espaço Damha; Flávia Muniz, o Jardim Damha, Cleber Depieri e Gabriel Domingues, o Jardim; Dênis Sarges, o Pátio do Salão e Cristina de Oliveira, o Lavabo. La Vie en Close (Espaço de festas) tem conceito de Apoena Parente, Gilson Freire e Karla Madrilis. Lavabos das Festas ganharam projeto de Camila Jorge, vencedora do Prêmio São Geraldo.

Leo Romano (Foyer) é o representante de Goiás este ano na mostra de 2013, que tem como estreantes: Winnie Jibran e Júlia Peixoto (Fachada), Roberto Guedes (Espaço Resort) e Cynthia Rondelli (Cozinha). Com Vanda Riccioppo, Valéria Leão Bittar faz a sua primeira participação em ambiente residencial e assina a Sala de Jantar. A dupla Mayara Kassiê e Letícia Pires assina a Suíte do Rapaz. O Espaço Design (joalheria e design) tem a frente dois estreantes na mostra: Fabricio Cardoso e Isabel Flecha de Lima.

A CASA COR BRASÍLIA 2013

A sofisticação e a criatividade do trabalho realizado pelos profissionais estarão ainda mais evidenciados na CASA COR BRASÍLIA 2013. São 43 ambientes distribuídos em um área decorada de 7 mil m² (área construída de 3 mil 449 m² e 3 mil 600 m² destinados à praça e aos jardins). Os visitantes irão conferir durante os 41 dias de realização da mostra, projetos de arquitetura, decoração e paisagismo criados para ambientes residenciais, comerciais e áreas externas.

No térreo: fachada, bilheteria, lofts, espaço gourmet, restaurante (com cardápio comandado pelo Hanna Buffet, de Goiânia), café (tendo a frente a chef Mara Alcamim do restaurante Universal), jardins, praças, espaço design (joalheria), banheiros públicos, espaço para festas e ambientes institucionais (BRB, Damha, Marelli, Jornal de Brasília, Rio Quente Resorts, CasaPark), um quarto de hotel, loja do SEBRAE o rico artesanato brasileiro, galeria de fotografia com acervo da Casa da Luz Vermelha, de Kazuo Okubo. Outro destaque é a casa de 210 m² e dois pavimentos, composta por três quartos, sala, cozinha, banheiros, varanda e piscina.

No pavimento superior, cinco estúdios, a planta em dimensão real de um apartamento decorado (ambientes que compõem o residencial Via Horizonte, empreendimento da Via Engenharia), lounge, home theater, sala de jantar, living, cozinha, suíte do rapaz, quarto da moça, quarto do bebê, suíte do casal, banho do casal e lavabos.

Gastronomia

Nem só de decoração e design vive a Casa Cor Brasília. A 22ª edição da mostra brinda seus visitantes com espaços gastronômicos estética e deliciosamente convidativos. Com projeto de Rachel Fechina, o restaurante tem seu cardápio comandado pelo Hanna Buffet, de Goiânia. Yeda Garcia assina o Café/SEBRAE. Nas caçarolas, a chef Mara Alcamim do restaurante Universal. Ambos funcionam de terça-feira a domingo, das 12h às 22h.

Special Sale

Uma das grandes expectativas do público que visita a CASA COR BRASÍLIA é poder levar para casa – na hora – parcial ou totalmente os objetos e acessórios dos ambientes de “seus sonhos”. E como tradição, os últimos dois últimos dias da mostra (4 e 5 de novembro) são dedicados ao Special Sale, período em que objetos, obras de arte, móveis, equipamentos e acessórios que compõe os ambientes do evento com desconto de até 50%. Uma ótima oportunidade para o público levar um pouco do bom gosto e sofisticação da CASA COR e de seus parceiros para casa.

SERVIÇO

Período: de 25 de setembro a 5 de novembro de 2013
Horário: de terça a domingo das 12h às 22h
Special Sale: 4 e 5 de novembro de 2013
Local: Setor de Indústrias Gráficas
Endereço: SIG Quadra 01, lote 635
Ingresso: de terça a sexta – R$ 36,00 (inteira)
Sábado, domingo e feriados – R$ 40,00 (inteira)
Passaporte: R$ 90,00 (válido para todos os dias da mostra)
Manobristas no local
Patrocínio Master: Louças e Metais Deca
Patrocínio Nacional: Todeschini
Patrocínio Local: Banco BRB, Residencial Damha, Via Engenharia
Apoio Local: Marelli, Rio Quente Resorts, SEBRAE
Participação Especial: CasaPark, Gravia, São Geraldo, Welt Motors
Mais Informações: (61) 3248.6902
 
www.casacor.com.br
www.twitter.com/casacor
www.facebook.com/casacoroficial

Iris Apfel compareceu ao evento de lançamentos outono-inverno da Swarovski, nesta quarta-feira, no shopping JK Iguatemi, em São Paulo Foto: Getty Images

Ícone fashion, aos 92 anos ela segue lição dada pela mãe durante a Grande Depressão: me ensinou que de um vestido preto se faz 15 roupas diferentes, se souber usar os acessórios.

Aos 92 anos, ela esbanja alegria, personalidade e inspira fashionistas do mundo inteiro com seu estilo particular – e nada básico – de se vestir. Com seus óculos de lentes grandes e redondas – marca registrada da ícone da moda – ela já inspirou uma coleção e também lançou uma linha de acessórios, com pulseiras e colares coloridos, que são indispensáveis para Iris Apfel. Para o evento da Swarovski Elements desta quarta-feira (18), para o qual ela foi a convidada especial, não foi diferente. Iris chegou com o já conhecido par de óculos, pulseiras coloridas cobrindo todo o antebraço, maxicolares, um acessório de plumas laranja e a simpatia usual. “Minha mãe adorava acessórios, ela que me ensinou a usá-los”, comentou.

A lição tirada no final da década de 1920 influenciou a vida inteira da nova-iorquina. “Vivi a época da Grande Depressão nos Estados Unidos, não tínhamos muita coisa. Minha mãe me ensinou que de um vestido preto se faz 15 roupas diferentes, se souber usar os acessórios. Se tiver imaginação, dá para fazer muita coisa, fica personalizado, diferente e ainda ajuda a economizar dinheiro”, contou. A preferência por roupas “arquitetônicas”, que permitam que ela mesma as embeleze, permanece até hoje.

Em sua primeira visita ao Brasil, Iris se disse encantada pelas peças e acessórios de artesanatos locais. “Vocês têm muito talento aqui, nas feirinhas de rua, vi muito artesanato e adorei. Se a alfândega permitir vou levar coisas para casa e para mim também”, afirmou a fashionista, que não vive sem acessórios. Se vestir bem para Iris não implica em roupas caras ou seguir as últimas tendências. Ela enxerga a moda como um fenômeno cíclico e que o importante é vestir-se para si mesmo. “Elegância não é o que você veste, mas como veste. Vem de dentro”, disse. “Tenho jeans de 10 dólares”, comentou.

A história de Iris com as calças jeans mereceu um espaço especial no bate-papo da fashionista com o público. “Acho que fui a primeira mulher dos EUA a comprar um par de jeans”, contou. Na época, as calças eram feitas apenas para os homens, mas, depois de ter a ideia de que jeans com camiseta branca era uma excelente combinação, Iris foi em busca de um modelo que a servisse. Ela foi até uma loja das Forças Armadas e insistiu para que eles ajustassem a calça para ela. Ela venceu pelo cansaço e conseguiu.

Iris sempre gostou de roupas e de se vestir bem. Atualmente, ela já não faz compras com tanta frequência e cede apenas quando encontra algo encantador. “Tenho muita coisa, estou doando todos os anos para uma instituição de caridade e para um museu”, contou ela, que trouxe três malas com roupas e acessórios para a rápida passagem pelo Brasil. O guarda-roupa dela é tão comentado no mundo da moda, que Iris ganhou até uma exposição no museu Metropolitan, em Nova York. “O pessoal da produção abriu os armários, gavetas e até olharam embaixo da cama, levaram cerca de 300 peças para a exposição e todo dia um caminhão ia buscar mais. Foi um sucesso”, lembrou o evento entre os anos de 2005 e 2006.

Apesar de ser queridinha entre os designers e uma atração nas semanas de moda, o trabalho de Iris começou longe das passarelas. Ela é designer de interiores, dona de uma loja de tecidos e trabalhou por anos com restaurações e decoração na Casa Branca. Ao longo dos anos, desenvolveu uma linha de cosméticos para a M.A.C., duas de bijuterias para o Yoox, uma para o designer Alexis Bittar, e uma linha de óculos e bolsas para a Eyebobs. E ela não pretende parar: “aposentar é pior que morte, todos precisam fazer algo”.

O segredo para tanta disposição, segundo Iris contou em entrevista ao Terra, é “não levar as coisas tão a sério”. “Eu não tenho uma rotina, nunca sei o que o próximo dia vai trazer”, acrescentou. Ao longo de mais de nove décadas, ela aprendeu a importância da família, do amor e de ter amigos próximos. “O segredo é tentar se divertir e fazer as próprias coisas sem se preocupar muito com o que os outros vão pensar”, concluiu.

Do Terra

Dilma Rousseff

Os gastos da presidente Dilma Rousseff para arrumar o cabelo e se maquiar nas aparições em rede nacional de TV estão subindo, informa o jornal Folha de São Paulo.

Na sexta-feira passada, quando falou sobre as manifestações pelo país, Dilma Rousseff fez seu 14º pronunciamento desse tipo. Via Lei de Acesso à Informação, a Folha obteve os orçamentos detalhados de 12 deles. Nos nove primeiros comunicados, preparar o visual presidencial custou R$ 400. Nos três de dezembro de 2012 a março deste ano, o governo pagou, em cada vez, R$ 3.125 -681% mais, variação de fazer corar o tomate, vilão da inflação.

Até no salão de Celso Kamura, cabeleireiro que repaginou o visual de Dilma para a campanha presidencial de 2010 e que tem entre suas clientes celebridades como a apresentadora Angélica, o serviço é mais barato. Lá, o penteado sai por R$ 330 e a maquiagem custa R$ 350, informaram à Folha as atendentes do salão.

Em Brasília, os salões mais famosos cobram pouco mais de R$ 160 pela maquiagem e na faixa de R$ 210 para arrumar o cabelo. Em ofício, Dilma explicou os gatos afirmando que a produção de “uma autoridade do sexo feminino” é diferente e autorizou o ajuste nos custos “porque uma mulher precisa de um profissional específico e não um maquiador padrão”, como era o caso do ex-presidente Lula.

A Folha pediu ainda explicações das agências Propeg e Leo Burnett, responsáveis pela contratação das produtoras para as gravações, mas não obteve respostas específicas sobre a variação dos custos com a maquiagem e o cabelo de Dilma.

A Presidência informou que os valores totais dos pronunciamentos foram reajustados em 2012 porque não eram corrigidos desde 2008, mas não esclareceu por que o valor com o visual presidencial subiu tanto.

Do O Povo

Consuelo vestindo Valisere – Do Consueloblog.com

Com as vendas do comércio em baixa no mês de junho, comerciantes paulistas foram procurar o publicitário João Dória que hes apresentou a ideia do “Dia dos Namorados”, celebrado no resto do mundo em 14 de fevereiro, dia de São Valentim.
A ideia foi aprovada e escolheu-se a véspera do dia de Santo Antônio considerado um santo casamenteiro.
Segundo o Almanaque Brasil, Em 12 de junho de 1949 aconteceu o primeiro Dia dos Namorados do Brasil.
“Não chamou muita atenção, apesar de uma enorme faixa estendida em frente a uma loja: Não é só de beijos que se prova o amor. Demorou mais de uma década para pegar. Mas deu certo. Hoje, é a terceira data mais pujante para o comércio brasileiro. Só perdendo para o Natal e o Dia das Mães – este último, também uma invenção do publicitário.”
Comercial ou não, a data mexe com nossos sentimentos e que atire a primeira pedra quem não se importa minimamente com essa celebração. Quem está só, muitas vezes fica meio incomodado por isso. Quem está acompanhado deseja celebrar com seu par, mesmo que enfrente filas em restaurantes e motéis.
Mulheres são especialmente sensíveis às sensações que o momento evoca e queremos mostrar nosso lado mais sedutor e feminino nessa celebração de amor. Nossa preparação costuma incluir uma visita ao salão de beleza para todos aqueles cuidados que nos deixam mais bonitas. À noite, uma lingerie escolhida com atenção especial, fará parte dos encantos e do clima de romance.
Infelizmente, a grande maioria da indústria de roupas íntimas ainda não entendeu que mulheres vêm em vários tamanhos, cores e idades! O varejo geralmente oferece coisinhas pequeninhas e super-sexy de um lado e camisolões sem graça de outro.
Se você passou dos 40, de idade ou de tamanho, vai ter que rodar por aí procurando uma peça bonita e adequada ao seu tipo.
Por isso fiquei agradavelmente surpresa ao ver a campanha da Valisere – sim, a gente não esquece…. com a blogueira e ícone de elegância Consuelo Pascolato Blocker.
Consuelo é linda, elegante e chique ao extremo, mas é uma mulher real, que foge ao estereotipo que aparentemente norteia a indústria. A campanha publicitária ficou muito atraente e seguramente tocou nesse sentimento de inadequação que muitas de nós sentimos quando entramos na casa dos “enta”. Podemos sim ousar algo mais sexy e sedutor nessa e em qualquer data especial. Faz um bem danado para nós e nossos relacionamentos.
Aproveitemos!
Com informações do blog Consueloblog.com
Ig
agosto 2014
D S T Q Q S S
« jul    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
Curta!
Mulheresnopoder