"Ajudando as mulheres a liderar, vencer, governar." ✫Desde 2009✫

Arquivos para a ‘Especiais’ Categoria

Esmalte antiestupro: criadores esperam que produto ajude a prevenir a violência sexual

Reprodução

Proteger o maior número possível de mulheres da experiência da violência do estupro com um recurso simples de aplicar, discreto e barato.

Com esse objetivo um grupo de estudantes da Universidade Estadual da Carolina do Norte (EUA) criou um esmalte que muda de cor em contato com substâncias conhecidas como drogas de estupro ou “boa noite cinderela” – a mais famosa é o GHB (gama-hidroxibutirato).

“Isso é quase uma em cada cinco mulheres em nosso país. Podemos não saber quem são, mas essas mulheres têm um rosto. Eles são as nossas filhas, nossas namoradas e nossas amigas”, diz o texto de apresentação da startup criada por Tasso Von Windheim, Tyler Confrey-Maloney, Stephan Gray and Ankesh Madan para desenvolver e produzir os esmaltes.De acordo com a página da empresaUndercover Project no Facebook, somente nos Estados Unidos, 18% das mulheres são vítimas de estupro ao longo da vida e o uso de substâncias para facilitar o abuso e a violência sexual contra mulheres é algo comum, em especial no âmbito estudantil.

Uma vez aplicado nas unhas, o esmalte permite à mulher testar a presença de drogas de abuso na bebida apenas mexendo o drinque discretamente com o dedo. O produto ainda está em testes, mas não deve demorar para chegar ao mercado, já que conseguiu atrair a atenção de investidores de peso depois que a empresa ficou entre os seminfinalistas da Kairos 50, uma iniciativa global para premiar empreendedores com menos de 25 anos.

Parabéns!

Parabéns!

Neste mês começou um ciclo de reflexões chamado Pequim+20, que lembra a conferência sobre os direitos das mulheres realizada pela ONU em Pequim.O objetivo é analisar os avanços desde a conferência há 20 anos. No Brasil, as mulheres ainda enfrentam problemas e desafios. Confira.

 

 

Da EBC

Apenas 39% da população feminina brasileira com mais de 45 anos já fizeram algum teste para detectar a osteoporose, doença que atinge majoritariamente as mulheres

De acordo com estudo da Associação Brasileira de Avaliação Óssea e Osteometabolismo (Abrasso), uma em cada três brasileiras vai desenvolver osteoporose, doença que enfraquece os ossos, após a menopausa. Detalhe: 90% delas não consomem a quantidade ideal de cálcio, presente principalmente em leite e derivados.

Segundo a Abrasso, cerca de 10 milhões de brasileiros sofrem com o problema. Mesmo com esse número assustador, apenas 39% da população feminina com mais de 45 anos já fizeram algum teste para detectar a doença que atinge majoritariamente as mulheres – a proporção é de dez para cada homem.

A prevenção, segundo a entidade, deveria começar na infância, por meio de alimentação adequada e, claro, ser rica em cálcio. A gravidade do quadro é que, por ser uma doença silenciosa, que não causa dor, muitas vezes só é descoberta após a primeira fratura.

Perigo: fratura nos quadris

O assunto merece atenção: a International Osteoporosis Foundation (IOF) calcula que o número de fraturas no quadril, em decorrência do problema, deve crescer 32% até 2050 no Brasil. O dado se baseia no envelhecimento da população: o número de indivíduos com mais de 70 anos aumentará 380% até 2050, representando 14% do total.

As fraturas são o maior risco, especialmente as de quadril – sabe-se que 20% das mulheres que apresentam este tipo de fratura morrem até um ano depois da queda em decorrência de complicações.

Com a idade, é esperada que haja perda óssea: se ela é normal, será de 0,5% por ano a partir dos 45 anos. Uma perda equivalente a 25% do esqueleto, no entanto, leva à grande possibilidade de fratura – e, quando atinge este ponto, está instalada a osteoporose.

Segundo o IOF, o fator genético é responsável por 80% da formação óssea de um indivíduo: o restante dependerá dos hábitos (aquisição de cálcio, prática de atividades físicas) de cada um. A exposição ao sol – cerca de 15 minutos, três vezes por semana – também é fundamental para alavancar a absorção do mineral.

Quem tem mais tendência

Entre as causas e fatores de risco, destacam-se história familiar da doença; pessoas de pele branca, baixas e magras; asiáticos; deficiência na produção de hormônios; medicamentos à base de cortisona, heparina e no tratamento da epilepsia; alimentação deficiente em cálcio e vitamina D; baixa exposição à luz solar; sedentarismo; tabagismo; consumo de álcool; certos tipos de câncer; e algumas doenças reumatológicas, endócrinas e hepáticas.

“O perigo maior é porque estamos falando de uma moléstia de instalação silenciosa”, adverte Denise Ludovico, endocrinologista pediatra da ADJ Diabetes Brasil, pesquisadora clínica do Centro de Pesquisas Clínicas (CPClin), em São Paulo.

“A dor, que seria o único sintoma, somente ocorre quando acontece a fratura”, salienta Felipe Henning Gaia Duarte, doutor em Endocrinologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP).

Já Thiago Martins, fisioterapeuta pós-graduado em Ortopedia e Traumatologia pela USP (Universidade de São Paulo) e especializado em idosos lembra que a fratura ocorre porque o osso está poroso, já que perdeu massa progressivamente.

“Na menopausa, quando a perda de massa óssea ocorre de maneira intensa e rápida por causa das alterações hormonais, o problema é agravado”, conclui Marco Antonio Ambrósio, com especialização em Ortopedia e Traumatologia pelo Instituto de Ortopedia Clínica da USP.

Leia o restante »

Arte RatoFX

Arte RatoFX

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga o tráfico de pessoas no país encaminhará nas próximas semanas ao plenário da Câmara dos Deputados o relatório parcial sobre o tema. O texto inclui diversas sugestões de alteração de leis que, de alguma maneira, tratam das consequências desse tipo de crime.

A proposta da relatora Flávia Morais (PDT-GO) foi aprovada hoje (5) com pequenas alterações de redação. No parecer, a deputada propõe mudanças na tipificação do crime no Código Penal, com pena de cinco a oito anos de reclusão, além do pagamento de multa.

O colegiado também aprovou alterações no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e no Código de Processo Civil. Um dos itens proíbe, por exemplo, a intermediação de pessoas físicas no processo de adoção internacional de crianças. Outro ponto restringe o agenciamento de modelos profissionais.

Mesmo com a conclusão dessa etapa, a CPI vai continuar os trabalhos até dezembro. Na próxima semana, os integrantes da comissão pretendem ouvir especialistas, autoridades e vítimas do tráfico de pessoas.

O objetivo, segundo assessoria da comissão parlamentar, é reunir novos elementos para proposição de outras alterações legais e, ainda, recomendações a órgãos, como o Ministério Público, envolvidos em investigações sobre tráfico de pessoas.

Da Agência Brasil

Espetáculo (M)Eu Caio, Mais Uma de Amor

Espetáculo (M)Eu Caio, Mais Uma de Amor

O Solo, produzido pela Cia. Provisória de Teatro, traz a iniciativa inédita de apresentar uma biografia teatral do escritor que acreditava que a literatura levava ao conhecimento mais obscuro do sentimento

O ESPETÁCULO

(M)Eu Caio, mais uma de amor traz ao público de Brasília uma das muitas facetas do ousado escritor, jornalista e dramaturgo Caio Fernando Abreu (1948 – 1996). Homossexual assumido, Caio foi a primeira personalidade brasileira a expor temas indiscutíveis à época, como a Aids. O SOLO é encenado pelo ator Arthur Tadeu Curado, consagrado em peças como Dois de Paus, Complexo de Cinderela e Canção Para Dançar Sem Par. A estreia da peça será dia 10 de outubro, a partir das 21h, no Espaço Cena, SCLN 205, bloco C, loja 25, Asa Norte.

Com direção de Carolina Vianna, (M)Eu Caio, mais uma de amor expõe a solidão, o amor e a morte, construindo a dramaturgia por meio de seus contos, crônicas e cartas. Segundo Carolina, “a ideia de montar Caio Fernando Abreu surgiu há dez anos, ainda na faculdade Dulcina de Moraes, quando conheci o Arthur”, relembra.

A peça é uma iniciativa inédita no ambiente teatral, pois não retrata os textos de Caio Fernando Abreu, mas sim as angústias e experiências vivenciadas e escritas por ele. Carolina conta que, depois de tempos afastados, finalmente em 2011 ela e Arthur se reencontraram e voltaram a pensar na elaboração do espetáculo. “De repente, a faísca, “por que não retratar o próprio autor?” A partir daí, lemos textos, crônicas, cartas e iniciamos o processo de entrevistas com amigos de Caio F.”, justifica.

Escritor da paixão, como foi chamado por Lygia Fagundes Telles, Caio é autor de importantes obras como: Morangos Mofados (1982), Triângulo das Águas (1983) e Os dragões não conhecem o paraíso (1988). Ganhou três vezes o Prêmio Jabuti de Literatura. De acordo com Arthur, as pesquisas a respeito de Caio mostraram outro lado do escritor. “Caio era irônico e um verdadeiro inventor de apelidos e palavras. Saia justa e bafão, por exemplo, foram criadas por ele”, explica o ator que este ano, completa dez anos de carreira. Sua estreia foi em 2003, numa adaptação da obra de Plínio Marcos, “Dois Perdidos”.

Para produzir o espetáculo, Arthur e Carolina viajaram a Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo em busca de informações a respeito da personalidade do escritor. “Caio era uma pessoa de amigos de verdade. Todos os entrevistados se emocionaram ao falarem sobre ele”, relembra Arthur. Foram entrevistadas personalidades como, Grace Gianoukas, Paula Dip, Marcos Breda, Gilberto Gawronski, entre tantos outros.

Considerado um fenômeno da literatura e do jornalismo brasileiro, o escritor Caio Fernando Abreu viveu e escreveu compulsivamente, e morreu com o desejo de continuar a escrita. Caio apresenta em seus textos a fragmentação das relações amorosas, o fim das utopias e a impossibilidade do amor. “A experiência de montar esse espetáculo tem sido profundamente transformadora. Caio mexe com a gente. Caio é vida”, se emociona Carolina.

Perseguido pela Ditadura Militar, o escritor gaúcho expôs em suas palavras relações profundas com a realidade e com o momento histórico vivido. Seus textos continuam tão atuais que, nas redes sociais, vários perfis foram criados com o seu nome como uma maneira de manter vivas as obras do escritor.

A companhia – Fundada em 2012 na capital federal, a Cia. Provisória de Teatro surgiu com uma nova proposta – formar diferentes equipes para cada processo de criação e construir projetos baseados na colaboração de vários profissionais cênicos. Ou seja, os integrantes têm liberdade de desenvolver projetos fora da Companhia e, ao mesmo tempo, regressar ao grupo. Assim como novos artistas podem compor outros projetos. Alta rotatividade.

Apesar de ter se consolidado em 2012, a Cia. Provisória de Teatro vem produzindo espetáculos de sucesso em Brasília desde 2003. Já no seu nascimento assinava espetáculos como: Complexo de Cinderela (há dez anos em cartaz), Dois de Paus (assistido por mais de 150 mil pessoas em todo o Brasil), Canção Para Dançar sem Par (em cartaz pela América do Sul) e Bem Perto do Fim.

Incentivo – A montagem do espetáculo conta com o patrocínio do Fundo de Apoio a Cultura do Distrito Federal (FAC) e terá preços populares.

Arthur Tadeu Curado – Ator, diretor teatral e dramaturgo, formou-se pela escola de teatro Casa das Artes das Laranjeiras (CAL), no Rio de Janeiro, em 2001. Já em 2003, idealizou o espetáculo “Dois Perdidos“, a partir da obra de Plínio Marcos. No mesmo ano, escreveu e dirigiu o espetáculo “Complexo de Cinderela“, sua estreia como autor. Em 2005, encabeçou o projeto Viva Conchita Viva!, promovendo a revitalização da Sala Conchita de Moraes. Além disso, estreou o espetáculo “Dois de Paus”, de sua autoria, sucesso de público e crítica e que fez turnê nacional por quarenta cidades do Brasil, através do Projeto Palco Giratório Brasil. Este espetáculo está atualmente em cartaz nas cidades de Belo Horizonte/MG e Porto Alegre/RS e teve temporada de sucesso em 2012, em Brasília. Em 2006, estreou o espetáculo “História Redonda Sobre o Nada”, com duas temporadas entre janeiro e março. Este espetáculo teve montagem portenha, em 2008, e ficou em cartaz por sete meses no Espaço Konex, em Buenos Aires. Em 2007, atuou no espetáculo “Canção para se dançar sem par”, de Andréa Alfaia, que fez turnê em 2010 pelo Chile. Fez parte do elenco dos curtas “A Minha Maneira de Estar Sozinho”, de Gustavo Galvão e “Eu, Personagem“, de Zepedro Gollo e dos longas-metragens “A Olho Nu”, de Miguel Horta, “Síndrome de Pinocchio”, de Thiago Moysés e “O Fim e os Meios”, de Murilo Salles. Em 2011 estreou os seus espetáculos “Bem Perto Do Fim” e “Minúsculos Assassinatos” (da obra homônima de Fal Azevedo). Em 2012, fundou a Cia. Provisória de Teatro e estreou novas versões de seus dois maiores sucessos: “Dois de Paus” e “Complexo de Cinderela”, no Teatro do Brasil 21 Cultural, em Brasília/DF, com grande aceitação do público. Para 2013, além de “(M)Eu Caio, Mais Uma de Amor“, de Carolina Vianna, estará na montagem de “Muito Barulho Por Nada“, de Willian Shakeaspeare, realizada pela Cia. Provisória de Teatro.

Ficha Técnica:

Interpretação: Arthur Tadeu Curado

Dramaturgia e direção: Carolina Vianna

Cenografia: Gladstone Menezes

Figurino e maquiagem: Andréa Alfaia

Iluminação: Wilson Demetrius

Produção Executiva: Arthur Tadeu Curado

Realização: Cia. Provisória de Teatro

Serviço:

(M)Eu Caio, Mais Uma de Amor

Data: de 10 a 27 de outubro, de quinta a sábado às 21h e dom as 20h

Preço: R$ 20 inteira/ R$ 10 meia

Local: Espaço Cena – SCLN 205 – Bloco C – Loja 25/

Contato Espaço Cena: (61) 3349.6028/info@espacocenabrasilia.com.br

Classificação Indicativa: 16 anos

Mais informações: www.meucaio.art.br

Assessoria de Imprensa: Larissa Itaboraí (61) 8230.5345/ -larissa.itaborai@dotpro.com.br

Contato da Produção: Arthur Tadeu Curado (61) 8628.8446

DotPro Tecnologia e Comunicação - http://www.dotpro.com.br/

Foto: Guy Aroch / Divulgação Maria Valentina

A estrela de Sex and the City é madrinha e veste a camiseta do projeto “Sou Consciente” da grife Maria Valentina. A campanha visa divulgar a importância da prevenção e tratamento do câncer de mama. A partir do dia 1º de outubro, todos os pontos de venda da Maria.Valentina terão camisetas com o logo “Sou Consciente”, desenvolvidas especialmente para a campanha.

Parte da renda obtida com a venda das peças, será revertida para o Instituto Neo Mama. Como parte da ação “Sou Consciente”, a marca usará os hastags #mariavalentinaoficial e #souconsciente para difundir a campanha e a importância da prevenção nas mídias sociais.

Brinda Brasil

Já estão à venda os ingressos para o maior evento de degustação de espumantes de Brasília, o Brinda Brasil, que será realizado nos dias 19 e 20 de setembro de 2013, no Pontão do Lago Sul. Na compra com antecedência, cada ingresso sai a R$ 60 (com desconto de R$ 30 em relação ao valor cobrado na hora do evento, que será de R$ 90). Os pontos de venda são a Central de Ingressos do Brasília Shopping (subsolo), Salgados do Brasil da 405 Sul, Tmaki do Pier 21, Behagenfrut (UniCeub, 116 Sul e 104 do Setor Sudoeste), Zahil (306 Sul), Decanter (208 Sul) e Ponto Vinho (CCSW 5 , Sudoeste) .

Em sua terceira edição, o evento passa a se chamar Brinda Brasil – 3º Salão do Espumante e Gastronomia de Brasília e investe mais no segmento da gastronomia, com a participação do grupo Apreciatto (Salgados do Brasil, Tmaki e Taioba Executivo), que vai oferecer ao público a degustação de seus produtos para a harmonização com os espumantes e também colocá-los à venda no local.

“O Brinda Brasil é uma grande vitrine para espumantes brasileiros de ótima qualidade e excelentes preços e que, por falta de divulgação, ainda são desconhecidos do grande público”, afirma o jornalista Rodrigo Leitão, diretor-executivo da Sucesso Comunicação, empresa realizadora do evento.

Fabian, Hermann, Sanjo, Santa Augusta, Casa Perini, Geisse, Kranz e Monte Paschoal são algumas das vinícolas brasileiras com presença confirmada. São mais de 100 rótulos à disposição do público, tanto para a degustação quanto para a compra com descontos em relação aos preços praticados nas lojas. Haverá espumantes brasileiros de nível internacional, alguns deles premiados em concursos fora do País, a R$ 20 a garrafa, entre outras atrações.

Serviço:

BRINDA BRASIL – 3º SALÃO DO ESPUMANTE E GASTRONOMIA DE BRASÍLIA

- Dias 19 e 20 de setembro de 2013
 
- Das 18h às 23h
 
- Pontão do Lago Sul
 
- Ingressos já à venda na Central de Ingressos do Brasília Shopping, Salgados do Brasil (405 Sul); TMAKI (Pier 21), Behagenfrut (UniCeub, 116 SUL E 104 do Setor Sudoeste), Zahil (306 Sul), Decanter (208 Sul) e Ponto Vinho (CCSW 5 , Sudoeste).
 
- PREÇO DO INGRESSO NA VENDA ANTECIPADA: R$ 60 (DESCONTO DE R$ 30)
 
- Acesse: www.brindabrasil.com
 
 
- Mais informações (imprensa): 3328.5434/9618.4085/9985.5470
 
 

Marta Suplicy

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, lançou hoje (8) o Edital Cultura, que repassará R$ 18,8 milhões para a programação cultural durante a Copa do Mundo de 2014, nas 12 cidades-sede da competição: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Recife e Salvador. Serão aceitas mais de 206 propostas que resultarão em 1.200 apresentações nestes municípios, no período de 10 de junho a 15 de julho do ano que vem. Além disso, R$ 17,5 milhões serão destinados à revitalização de equipamentos culturais nas 12 cidades.

De acordo com Marta Suplicy, que lançou o edital na área onde está sendo construída a Arena Corinthians, em Itaquera, as inscrições começam amanhã (9) e poderão ser feitas até 23 de setembro pelo pelo sistema SalicWeb no site do Ministério da Cultura. Uma comissão formada por representantes da sociedade civil, das secretarias de Cultura das 12 cidades-sede da Copa e do Ministério da Cultura escolherá os projetos que serão beneficiados.

O edital está dividido em quatro eixos nos quais os projetos deverão se encaixar: Brasil Audiovisual (produção audiovisual em média metragem, documentários, animação e ficção), Brasil Criativo (conteúdos artísticos em formato digital, de artesanato, moda, arquitetura, design e gastronomia, sempre de expressão local), Brasil Diverso (manifestações tradicionais, atividades entre Pontos de Cultura) e Brasil das Artes (espetáculos de música, teatro, circo, dança, literatura e artes visuais).

Marta explicou que os projetos circularão pelo país para que um estado conheça a cultura do outro, o que nem sempre acontece. “A cultura é a identidade do país, nossa cultura tem uma identidade nacional forte, positiva, com o samba, o futebol, o carnaval. O que nós temos que fazer é ampliar essa identidade porque somos muito além disso. Temos que mostrar o que as pessoas não conhecem, inclusive de um estado para o outro.”

A ministra ressaltou que o edital foi criado justamente para vencer o desafio de mostrar mais da essência cultural do país para os visitantes, que só conhecem o samba, o futebol e o carnaval. “Queremos mostrar os médios e pequenos grupos, porque os grandes já têm patrocínio”. Com a divulgação dos projetos, a ideia é dar a esses grupos oportunidade de se apresentar e deixar um legado cultural pós-Copa do Mundo, que se espalhe para os outros países, acrescentou a ministra.

Ela informou que a revitalização dos equipamentos será financiada pelo Fundo Nacional de Cultura e que, dos R$ 17,5 milhões, R$ 9 serão liberados ainda neste ano. “Nós temos ainda R$ 20 milhões da Petrobras para reforma dos museus, R$ 2 milhões para flash mob (manifestações culturais coletivas), R$ 12 milhões para fun fest (espaços montados para exibição dos jogos) e R$ 4 milhões para comunicação”.

Cada cidade-sede enviou ao Ministério da Cultura uma lista dos equipamentos que gostaria de reformar para a Copa do Mundo.

Da Agência Brasil

Foto: Valéria Pena-Costa

Foto: Valéria Pena-Costa

Bem-te-vi dia lindo
Com um Tico-tico de poesia…
Sabiá que seria um deleite.
Saio de minha casinha de João-de-barro
E passo com cuidado pelos Pardais
Vou buscar alpiste pros Pássaros-pretos e de todas as cores
Pois Quer-quero uma festa no quintal
Vai ter Pula-pula, Rapazinho, Trombeteiro, Dançador…
Um bando de passarinhos muito Sanhaços
Dizem que vai ter até Anu tomando banho de poça d’água!
Será que a Viuvinha, que Saíra de casa, recebeu meu convite?
Não convidei o Chora-chuva
Vou ficar Arara se ele aparecer de Bicudo!
Ando Curió, Curiango, ops, curiosa pra saber se virá
Se terá a Carará de pau…
Hoje não tem Chororó!
Também não quero Avestruzes interesseiras
Em tempos de visitas de Papa-figos, Cardeais , Bispos e Freirinhas
É tanto Pavão que quer aparecer!
Avestruz! Juriti que não suporto!
Quero Pintassilgos simples, tipo a Rendeira, a Tesourinha, o Tecelão, o Alfaiate..
O Graveteiro, o Guarda-rios, o Ferreirinha, o Martim-pescador, o incansável Pica-pau…
Andorinha tão feliz nesses dias ensolarados!
Passeio pelo jardim num ritual Beija-flor
Que beleza de Azulão está o lago!
No fim do dia acho que o céu estará Rouxinol!!
Venham Canarinhos! Venham Maritacas!
Venham Patativas, Cucos, Estorninhos, Cambaxirras, Tizius, Cotovias, Tufinhos,
Corujinhas, Papagaios, Tiês, Uirapurus, Mutuns… E muito mais!!
Corrupião, hoje não é dia de Sofrê!
Valéria Pena-Costa

Valéria Pena-Costa

Texto e foto de Valéria Pena-Costa -
Valéria é Artista plástica  atualmente às voltas – e encantada! – com a recém assumida condição de “do lar”.
Mineira em Brasília.
Ig
setembro 2014
D S T Q Q S S
« ago    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  
Curta!
Mulheresnopoder