"Ajudando as mulheres a liderar, vencer, governar." ✫Desde 2009✫

Arquivos para a julho 30th, 2012

Arte RatoFX

Os principais supermercados de São Paulo prometem oferecer gratuitamente sacolas de plástico biodegradável ou de papel para os consumidores a partir de hoje, em cumprimento a uma ordem judicial. Até ontem, quando a oferta ainda era facultativa, grandes redes como Sondas, Carrefour, Walmart e Grupo Pão de Açúcar ignoravam a recomendação, fornecendo apenas as sacolinhas tradicionais.

No fim de junho, o parecer da juíza Cynthia Torres Cristófaro, da 1º Vara Central, deu prazo de 30 dias para que os supermercados iniciassem “gratuitamente e em quantidade suficiente” o fornecimento de sacolas biodegradáveis e de papel.

Mesmo contrárias à decisão, as empresas dizem que vão cumprir as determinações da Justiça. Mas afirmam, por meio da Associação Paulista de Supermercados (Apas), que vão recorrer.

“Não há um posicionamento final sobre o assunto, pois a questão da distribuição das sacolas está sendo tratada pelo departamento jurídico”, afirmou o Grupo Sondas, por meio de nota.

Para o consumidor, é praticamente impossível identificar a diferença entre a sacola biodegradável e a comum, feita de polietileno – derivado do petróleo. Para piorar, especialistas alertam que a falta no País de um certificado que garanta que o material é de fato biodegradável traz incertezas sobre a qualidade dos produtos oferecidos como tal e dificulta a fiscalização.

Além disso, o parecer da Justiça não especifica punições para quem descumprir a determinação nem como deve ser essa sacola biodegradável. “Algumas empresas produtoras de sacolas colocam de forma irresponsável a marca de compostável”, diz João Carlos de Godoy Moreira, diretor técnico da Associação Brasileira de Polímeros Biodegradáveis e Compostáveis (Abicom).

A embalagem compostável, que pode ser feita com amido de milho, batata, mandioca e outros orgânicos, se decompõe em até 180 dias nas usinas adequadas (que, ao menos na capital, não existem).

Já o plástico oxibiodegradável tem a característica de se fragmentar mais rapidamente, mas sem perder seus resíduos tóxicos. “Este tipo de decomposição diminuiu apenas o impacto visual, mas não resolve o problema”, afirma Moreira.

Faltam também testes em situações de longo tempo de exposição em lixões ou aterros. “Nada pode dizer que é biodegradável se ainda não se provou que é biodegradável”, diz Maria Filomena Rodrigues, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

Variáveis

Ela explica que a variedade da espessura e das substâncias que compõem o plástico faz toda a diferença. “Açúcar é biodegradável, mas se está com algo que iniba a ação de bactérias não vai degradar do mesmo jeito. No laboratório ele pode degradar, mas no lixão não sabemos como vai agir.”

Hoje, a norma do Ibama, única do tipo no País, determina que algo é facilmente degradável ou não se houver 70% de decomposição ao longo de 28 dias em condições de laboratório. “Mas se não der isso, não quer dizer que o material não degrada. Apenas que é um pouco mais difícil”, explica a especialista do IPT.

O instituto elabora uma nova metodologia, com base em normas europeias. No caso dos compostáveis, é preciso checar se o material não será tóxico para plantas. “Antes de obrigar a ter sacolas biodegradáveis, talvez fosse mais fácil conscientizar a população da importância de usar menos plástico e mudar a coleta de lixo para ter mais reciclagem e compostagem”, opina. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Do UOL
Super Simples

Super Simples

A presidenta Dilma Rousseff disse hoje (30) que o sistema simplificado de tributação conhecido como Supersimples, ao completar cinco anos, atingiu a marca de 6,5 milhões de adesões de micro e pequenas empresas e de microempreendedores individuais.

No programa semanal Café com a Presidenta, ela lembrou que a adesão ao Supersimples permite acesso a um regime tributário diferenciado, simplificado e com impostos reduzidos. Segundo Dilma, apenas as micro e pequenas empresas que aderiram ao sistema são responsáveis por um em cada quatro empregos com carteira assinada no Brasil.

“Como o próprio nome já diz, o Supersimples simplifica a burocracia e diminui a carga de impostos, reduzindo custos e facilitando a formalização. Isso é importante porque essas empresas são grandes geradoras de oportunidades de trabalho, renda e riqueza em todo o país”, destacou.

De acordo com a presidenta, o número de microempreendedores individuais também vem crescendo e passou de 1 milhão no ano passado para 2,2 milhões em 2012. Dilma ressaltou que profissionais como cabeleireiros, doceiros e mecânicos podem se cadastrar por meio do site www.portaldoempreendedor.gov.br. Em seguida, o trabalhador emite um carnê para pagar a contribuição ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que representa 5% do salário.

“É preciso pagar essa contribuição todos os meses para que eles tenham os seus direitos assegurados – direitos como a licença maternidade, a aposentadoria por idade e o auxílio doença. E, é claro, o direito de emitir nota fiscal, de ter acesso ao crédito mais barato e de ter seu negócio totalmente legalizado”, destacou Dilma.

Da Agência Brasil
Sarah Menezes: Rebelo também destacou a façanha de Menezes ao ressaltar que ela incentivou muito a prática do judô no Piauí - Foto: Getty Images

Sarah Menezes: Rebelo também destacou a façanha de Menezes ao ressaltar que ela incentivou muito a prática do judô no Piauí - Foto: Getty Images

A judoca Sarah Menezes ainda não conseguiu dormir depois das vitórias de ontem (28) em Londres. Aos 22 anos de idade, foi a primeira brasileira a conquistar uma medalha de ouro dessa modalidade em Jogos Olímpicos.

Além disso, quebrou um jejum de 20 anos desde a última vez que o judô nacional subiu ao lugar mais alto do pódio olímpico, o que aconteceu nas Olimpíadas de Barcelona, em 1992, com Rogério Sampaio.

A emoção que impediu o sono da grande campeã olímpica, de 1,54 metro e 48 quilos, nascida em Teresina, tem motivos além da medalha. Ela disse que falou apenas rapidamente com os pais por telefone, depois da última luta, mas prevê que o feito “vai mudar completamente” sua vida e a de sua família.

Sarah Menezes quer incentivar os mais jovens a praticar o esporte na capital piauiense. “Pretendo, depois dessa medalha, montar um projeto social para que apareçam novos talentos. Penso em ajudar as pessoas que estavam ao meu redor, no momento que mais precisei”.

A judoca também fez um agradecimento especial ao seu técnico, Expedito Falcão, um dos principais motivos para não ter deixado o Piauí pra treinar em outro centro. “Quem sempre acreditou em mim foi meu treinador, Expedito. Então, nunca saí de Teresina porque sempre foi ele quem mais acreditou nesse sonho, e eu acabei sonhando com ele”.

Ela também destacou o trabalho psicológico feito desde os Jogos Olímpicos de Pequim, quando foi derrotada na primeira luta, com apenas 17 anos de idade. “O que mais é preciso trabalhar nos atletas é a parte mental mesmo”, disse.

Para os próximos meses, a estudante de Educação Física, que teve que trancar a faculdade por conta dos treinamentos para os jogos, disse que não pensa em treinos e lutas. “Não quero saber de judô agora, não. Quero estudar, voltar pra faculdade e estudar inglês. É muito ruim viajar o mundo e não conseguir conversar”.

Da Agência Brasil
Michelle Obama - Foto - Uol
Michelle Obama – Foto – Uol

Oficialmente, este domingo foi apenas o segundo dia dos Jogos Olímpicos de Londres, mas já tem gente aparentando cansaço por lá. Embaixadora do “Team USA”, Michelle Obama tem feito questão de aparecer nos principais eventos esportivos de sua delegação, mas as fotos flagram que a carismática primeira-dama dos Estados Unidos já está sentindo o peso das andanças.

As primeiras aparições ‘olímpicas’ de Michelle foram na sexta-feira, mas bem antes da cerimônia de abertura. Pela manhã, a primeira-dama encontrou-se com alguns atletas da delegação americana e depois participou de um evento na embaixada de seu país em Londres, onde até se aventurou em algumas atividades.

Ainda na sexta-feira, Michelle Obama reuniu-se com outros representantes de países e chefes de Estados no Palácio de Buckingham, em uma recepção com os principais membros da família real britânica, entre eles a Rainha Elizabeth II e a princesa Kate Middleton, a duquesa de Cambridge. Para fechar o dia, foi ao estádio olímpico acompanhar de perto a festa que deu início aos Jogos.

No sábado, primeiro dia de provas, Michelle já emendou dois esportes de uma vez. Pela manhã, esteve em Wimbledon para acompanhar a vitória de Serena Williams no tênis sobre Jelena Jankovic. À noite, foi ao centro aquático e viu o inesperado quarto lugar de Michael Phelps nos 400 m medley – em prova em que Ryan Lochte ficou com o ouro e o brasileiro Thiago Pereira levou a prata.

Neste domingo, a primeira-dama pegou mais leve na programação. Pela manhã, tomou café-da-manhã com convidados e ex-atletas. Depois, partiu para o jogo de basquete entre Estados Unidos e França e recebeu beijos na mão de todos os atletas do Dream Team. Ufa, cansou, heim?!

Leia o restante »

Ig
julho 2012
D S T Q Q S S
« jun   ago »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  
Curta!
Mulheresnopoder