"Ajudando as mulheres a liderar, vencer, governar." ✫Desde 2009✫

Autora do livro Comandante Chique diz que primeira-dama estabeleceu um código de vestimenta e faz visual funcionar para ela

Editora Mikki Taylor, autora do livro 'Comandante Chique', fala sobre Michelle Obama - Foto: NYT

Para a maioria das pessoas, existe apenas um grande ícone com a letra “O”. Mas quando Mikki Taylor, a ex-editora da revista Essence, fala de “O,” não existe dúvida sobre quem ela está falando. “A Sra. O não segue qualquer tendência”, disse Taylor. “E ela vive sua vida da mesma maneira.”

Como editora da revista, Taylor passou os últimos 30 anos ajudando a definir a beleza e a moda negra. Agora, ela tem focado seu olhar em Michelle Obama, sem dúvida a primeira-dama com mais estilo desde

Jacqueline Kennedy (que viria a ser o outro grande ícone com a letra “O”), em seu novo livro “Commander in Chic” (Comandante Chique, em tradução literal).

Com um subtítulo que diz, “um guia para cada mulher gerenciar seu estilo como uma primeira-dama”, o livro não chega a ser um manual mas que busca oferecer prescrições inspiradoras que

Taylor chama de “Mikki-ismos”. Um exemplo típico disso é o conselho: “Seu cabelo deve ser penteado de uma maneira tão estilosa que pareça que você tem uma equipe de pessoas lhe esperando do outro lado do telefone”.

Taylor pessoalmente é, alegre e cheia de vida. Ela é como a tia legal cujo estilo e guarda-roupas você espera herdar algum dia. Ter estilo não é gastar muito dinheiro e comprar compulsivamente à toa, ela disse em uma entrevista realizada recentemente. “Trata-se de estabelecer o seu próprio código de vestimenta. Estilo verdadeiro não é uma roupa que você simplesmente veste.”

Durante a entrevista, realizada em um almoço no Bar Americain, em Nova York, Taylor usava uma saia de renda marrom e pêssego na altura do joelho da marca Abundance, criada por Tracy Reese, e uma pulseira de ouro como acessório. Seu cabelo estava penteado para trás, da mesma maneira que ela o tem penteado nos últimos 20 anos.

Para ela, estar na moda não se trata de seguir as últimas tendências, mas sim de descobrir um estilo pessoal único. Taylor afirmou que isso é parte do que faz o estilo da primeira-dama ser tão atraente. “Michelle Obama faz seu visual funcionar para ela, não importa o que esteja na moda ou não “, disse.

Família Obama na capa da Revista Essence, em 2008 - Reprodução

Taylor conheceu toda a família Obama quando o presidente ainda era senador. Ela foi responsável pelo figurino da família Obama na fotografia que foi usada na capa da Essence em setembro de 2008.

Sem prestar atenção a marcas, Taylor vestiu Michelle Obama com um vestido simples sem mangas e com bainhas roxas que fazia parte do guarda-roupa pessoal da primeira-dama.

Roxo, ela pensou, complementa o tom da pele de Michelle Obama e é a cor da realeza. A família foi fotografada sentada na parte inferior de uma escadaria.

“Essa capa é a capa da qual eu tenho mais orgulho de ter feito em toda minha carreira”, ela afirmou. “É a família Obama, é antes da eleição e é algo que foi visto no mundo todo.”

O respeito adquirido por Taylor na indústria da moda foi destaque na festa de lançamento do seu livro no mês passado. Suas anfitriãs foram Soledad O’Brien, da CNN e Reese, e o evento foi realizado na loja de Reese, em Nova York. Os convidados,vinham de diferentes áreas da televisão, moda e música, incluindo Marvet Britto, Darryl McDaniels do Run-DMC e Janell Snowden, da rede de televisão VH1.

Mas o que muitos podem não saber sobre Taylor é que seu talento para o bom gosto encontra-se em suas raízes. Nascida em Newark, Nova Jersey, ela foi fortemente influenciada por sua mãe, Modina Davis Watson, maquiadora e estilista da cantora Sarah Vaughan. O círculo que sua mãe frequentava também tinha como personalidades Lena Horne, Ella Fitzgerald e Quincy Jones.

Durante os anos 1950 e início dos anos 1960, sua mãe viajou para a Europa muitas vezes e sempre voltava com presentes como bonecas e maquiagem. “De uma certa forma, eu ainda estou brincando com minhas bonecas”, disse Taylor, que se recusou em revelar sua idade.

Antes de fazer parte da revista Essence, em 1980, ela trabalhou na indústria da moda como gerente de relações públicas, modelo e produtora da Elie Tahari (quando ainda era Tahari Limited). Alguém lhe contou sobre uma nova revista de estilo de vida focada nas mulheres negras e que precisava de alguém para cobrir merchandising de moda. Taylor aproveitou a chance. Um ano mais tarde, quando Susan Taylor (com a qual não tem nenhum parentesco) foi promovida para editora-chefe, ela contratou Mikki Taylor como editora de beleza. Ambas as mudanças e promoções foram momentos decisivos para a revista.

Em 1986, Mikki Taylor conseguiu uma nova posição dentro da revista como editora de capa, onde era responsável pelo estilo, assunto e humor de todas as capas da Essence. “Eu queria que a Essence tivesse um estilo único de uma maneira que você soubesse que era uma capa da Essence não importa qual parte dela você visse em uma banca de jornais, mesmo que o nome da revista estivesse encoberto”, disse.

Em 2010, Mikki Taylor decidiu parar com seus deveres diários na revista (ela hoje mantém o título de editora correspondente) e se concentra em sua marca e na construção da imagem da empresa Mikki Taylor Enterprises. Ela também está escrevendo um terceiro livro (sobre cuidados com a pele) e lançando uma linha de esmaltes.

Quando não está trabalhando, gosta de cozinhar para o marido, um educador aposentado, seus três filhos adultos e o cão da família, na sua casa em Nova Jersey. Ela também é muito rígida sobre manter sua forma, assim como a primeira-dama.

Do Último Segundo

Comentários fechados.

Ig
dezembro 2011
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031
Curta!
Mulheresnopoder