"Ajudando as mulheres a liderar, vencer, governar." ✫Desde 2009✫

Arquivos para a outubro 8th, 2011

Mulher – Guia prático de sobrevivência de Rosângela Gessoni Sapata Aguilar

“Mulher – Guia prático de sobrevivência”, traz à tona a importância da presença da mãe na vida das crianças e dá dicas para uma vida melhor no âmbito pessoal, profissional e com os filhos.

Conciliar filhos, casa, trabalho e manter a autoestima é objetivo comum entre mulheres. E a qualidade de vida torna-se seriamente comprometida se houver dificuldades em gerenciar a rotina, o dinheiro e o tempo. Foi abordando essas e outras questões fundamentais no universo feminino que a jornalista Rosângela Gessoni Sapata Aguilar escreveu o livro “Mulher- Guia Prático de Sobrevivência”, pela editora Baraúna e recém lançado na versão digital.

Ganhar tempo para cuidados pessoais, dar limites, amor e segurança aos filhos e manter a organizaçao na vida familiar, profissional e doméstica são assuntos predominantes no livro. Os temas vão desde estabelecimento de prioridades até dicas práticas para organizar bolsas, armários e agendas. Sugestões para não errar na hora de escolher a escola das crianças e inseri—las em uma rotina saudável ganham capítulos à parte. Também são abordadas maneiras para manter ou aumentar a autoestima e combater o estresse.

Segundo a autora, mulheres de todas as classes sociais apresentam semelhanças no coditiado. “Independente do nível financeiro ou cultural, é preciso ter amor próprio, ser flexível, ter organização e senso de prioridade para não permitir que o cansaço domine a vida nem deixar os filhos à revelia. Isso tudo foi minha preocupação ao definir o foco do livro”, afirma.

Um dos 12 capítulos traz relatos de mulheres que, em algum momento de suas vidas após terem filhos, tiveram que optar por mudanças envolvendo o lado pessoal e o profissional. Elas contam em detalhes o que fizeram para alavancar o amor próprio, aproveitar melhor o tempo, se dedicar mais aos filhos, superar contratempos financeiros e manter o bem estar familiar sem abandonar seus anseios pessoais.

E para não deixar de fora outro tema comum quando se fala em casa e família, o livro traz ainda dicas para a boa convivência entre crianças e animais e aborda questões relevantes a serem consideradas antes e após a chegada de um animal de estimação dentro do lar.

“A versão do livro em e-book traz não apenas a possibilidade de preço mais acessível mas, principalmente, a chance de adquirir o livro de forma mais prática e rápida. Como o objetivo principal do livro é melhorar a qualidade de vida investindo na praticidade, o livro digital não poderia mesmo deixar de existir”, comemora a autora.

Site do livro: www.mulherevida.com.br
Contato com a autora: rosangela.gsaf@yahoo.com.br

Arte RatoFX

Ô amiga, eu nunca te mandei aquele e-mail que eu prometi, né? Pois é, era pra te atualizar dos últimos… Quantos anos mesmo? Dez? Nada. Vinte anos! O tempo passa tão rápido. A gente nem sente, não é mesmo? Bom, eu não tenho sentido.

Vejo os cabelos brancos, que antes eram raros, dominarem o espaço. Tem gente que pergunta se eu fiz luzes, reflexo, sei lá. Acho graça. Dizem por aí que mulher não envelhece, fica loira. Mas eu não, estou ficando grisalha mesmo. Uma grisalha digna, como eu vi no teatro no mês passado. Ou não. Nunca se sabe.

Você vai muito ao teatro? Eu vou menos do que gostaria. Mas ainda leio. Também, menos do que deveria. Naquela época em que éramos adolescentes tínhamos tantos sonhos. Você queria ser veterinária e eu também. Larguei o curso na metade. Não sei o que aconteceu. Me perdi de mim por um tempo. Depois me formei em Teatro. E me encontrei de novo.

Vi as fotos da sua clínica lá na rede social que “frequentamos”. Diz assim – frequentar – de rede social? Bom, achei um luxo! Você fica uma fofa vestida de jaleco branco com cachorro na mão, sabia?

Então, tínhamos os sonhos e a certeza de que tudo ia dar certo por mais esdrúxula que fosse a situação. Nossos planos mirabolantes que iam por água abaixo. Cômico. Hoje e no passado. E os meninos? Quantas confusões! Era um tal de joão-que-amava-maria-que-amava-pedro-que amava-joana-que-largava-tudo-pra-tomar-martíni-e-jogar-porco-com-a-carol-à-tarde.

Parecia que a gente se apaixonava perdidamente toda semana. E os alvos das paixões eram tão inatingíveis que a gente desistia. E se apaixonava de novo. Eu vivia com frio na barriga. Você também se sentia assim?

Ah, lembro também da única coisa que a gente não tinha pressa pra fazer: estudar. Aliás, não tinha pressa nem vontade. Ô preguiça sem fim! Eu gostava de aprender coisas novas, desde que o esforço fosse mínimo.

Às vezes sinto falta das conversas. Conversávamos por horas a fio sem nem ter o que dizer. Ríamos de tudo. Dos outros, de nós mesmas, das trapalhadas. Eu falava mais do que o homem da cobra.

Sabe, estou aqui pensando em como descrever essas minhas últimas duas décadas e a primeira ideia que tive foi a de contar das transformações. Tentar te apresentar essa pessoa adulta que me tornei. Mas aí, relendo essa carta e tudo que escrevi até agora, noto que as grandes mudanças são os cabelos brancos, mas deles eu já falei, a carteira de motorista e a casa própria. Até gato eu já tinha naquela época.

Mantenho os sonhos, as paixonites agudas semanais, a certeza de que tudo vai se resolver bem, a preguiça de estudar, a tagarelice insana, o gosto por tardes etílicas e um bom carteado, a insatisfação saudável, a mania de gatos e um quê de adolescente rebelde que me impede de crescer e transformar-me em outra pessoa diferente do que sou.

Agora é a sua vez.

Carolina Vianna

 

Carolina Vianna é fotógrafa, Poderosa e escreve para o Mulheres no Poder.

Encontro busca contribuir para o restabelecimento de mulheres em tratamento de câncer de mama

Outubro Rosa no Congresso Nacional

Com palestra sobre autoestima, sessão de maquiagem e fotos e informações sobre o câncer de mama para a paciente e sua família, o Encontro com a Autoestima, uma ação inédita no Brasil da Campanha Esperança e Vida, direciona o foco de suas atividades para uma das fases mais difíceis da doença: o tratamento e o enfrentamento de seus efeitos na qualidade de vida da mulher. Os encontros acontecem em clínicas e hospitais participantes da campanha.

A intenção da iniciativa é apontar caminhos que facilitem o processo de restabelecimento da paciente, e a autoestima é um dos ingredientes fundamentais para a superação dessa fase, embora seja enfraquecida justo nesse momento. Muitas são submetidas à mastectomia radical, uma cirurgia que retira uma ou as duas mamas. E então a mulher se vê sem um importante símbolo de sua feminilidade. A quimioterapia também é frequentemente utilizada no tratamento do câncer de mama e a maioria das pacientes perde os cabelos já na segunda semana após o início do tratamento. E outra característica de sua feminilidade vai-se embora. Como se não bastasse, não são raros os casos de maridos que, na fase do tratamento, abandonam suas esposas – agora vistas como “uma mulher entristecida e pouco atraente”, “uma doente”, ou pior, uma mulher “defeituosa”.

Os Encontros com a Autoestima já reuniram mais de 1400 pacientes em tratamento nas cinco regiões do país. “O Encontro é mais do que uma palestra ou uma sessão de fotos, é terapia”, descreveu uma das participantes. A ação já passou por São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Natal, Aracaju, Caruaru, Vitória, Goiânia, Cuiabá, Campo Grande, Itajaí, Caxias do Sul, Campinas, Valinhos, Limeira, Piracicaba, São José dos Campos, entre outros lugares.

As ações da Campanha Esperança e Vida têm patrocínio do laboratório farmacêutico AstraZeneca, com apoio do Instituto Lado a Lado pela Vida. O desenvolvimento e a coordenação são da RV Mais (rvmais.com.br), empresa especializada em eventos no setor de saúde.

Serviço

Próximo “Encontro com a Autoestima”

Data: 11/10/11 (terça-feira)

Local: Hospital Anchieta

Horário: das 9h às 12h

Endereço: Área Especial 8,9,10 – Setor C Norte – Centro Médico Hospitalar Anchieta (Cobertura). Taguatinga – DF

 Programação:

 - Palestra sobre Resgate e Manutenção da Autoestima

- Coffee Break

- Atividade Temática “Modelo por um Dia”

Ig
outubro 2011
D S T Q Q S S
« set   nov »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  
Curta!
Mulheresnopoder